terça-feira, 5 de outubro de 2010

Alerta amarelo para Jesus

O Benfica tem um problema bicudo para resolver, nem mais nem menos que a gestão dos cartões amarelos numa altura em que a visita ao Estádio do Dragão se começa a avistar no horizonte.
O triunfo sobre o Sp. Braga marca uma nova ascensão da equipa da Luz na tabela classificativa, coincidindo igualmente com a amostragem do 4.º cartão amarelo a Luisão e Javi García, verdadeiros pesos-pesados da equipa orientada por Jorge Jesus. Este duo encontra-se, pois, em risco de exclusão quando faltam disputar apenas dois jogos na Liga – Portimonense (fora) e Paços de Ferreira (casa) – antes do clássico da Invicta, agendado para a primeira quinzena de novembro.
Sabendo de antemão que o próximo jogo oficial, diante do Arouca, na Luz, não assume relevância para esta contabilidade, dado ser referente à Taça de Portugal (os cartões amarelos nesta prova não são somados aos do campeonato, só existindo lugar a uma suspensão no jogo seguinte em caso de expulsão), Jorge Jesus necessita de gerir a regra e esquadro este dossiê, por forma a não ficar sem peças nucleares do conjunto naquele que pode constituir um dos encontros-chave da presente edição da competição.

Quarteto

A preocupação do treinador do Benfica não incide somente em Luisão e Javi García. O problema envolve outros quatro jogadores, sendo que três deles têm sido titulares absolutos no campeão nacional. Maxi Pereira, David Luiz e Carlos Martins apresentam três cartões amarelos no currículo, um registo deveras impressionante se considerarmos que apenas se encontram disputadas sete jornadas na prova de regularidade. Amorim é o outro elemento que já contabiliza três cartolinas amarelas, pese ter falhado os últimos dois encontros do campeonato devido a uma lesão.
O sector defensivo tem sido especialmente fustigado por esta febre amarela. Três dos quatro elementos que atuam na defesa padecem deste mal: só Fábio Coentrão (ou César Peixoto) se apresentam um pouco mais folgados, somando dois cartões amarelos cada.

 Criativos

Livres de qualquer problema estão, a priori, os elementos iminentemente criativos do plantel dos encarnados. Aimar e Saviola possuem uma única admoestação, o que é perfeitamente natural, dado que eles é que costumam ser os alvos das entradas à margem da lei. Estes dois influentes jogadores argentinos (El Conejo, por exemplo, lidera a tabela das assistências do campeonato) estarão, tudo indica, à disposição de Jorge Jesus para o encontro com a turma azul e branca.

1 comentário:

  1. Está muito bonito o Blog :D
    Saviola sempre ídolo <3

    ResponderEliminar